Sábado, 29 de Julho de 2006

Na calmia do estio

Foi um esforço muito grande e o  país ainda não se recompôs do cansaço no apoio aos milionários do pontapé na bola. By the way, entrou em vacances. Não se passa nada, excepto os ataques ao blog do senhor Pereira que reedita o célebre êxito: A mim ninguém me cala a menos que me seja dada a subvenção!

 

                   Por falar em ninguém me cala, o autor foi contemplado compulsivamente com mais uma reformita de pouco mais que três mil euros mensais, pelos 3 meses de emprego que teve há 30 anos atrás na RDP. Dizer que não ficou nada do 25 de Abril é canalhice. Eu que já ando há mais de 40 anos a descontar e não tenho reforma nenhuma, só devo estar grato a estes senhores que tanto se sacrificaram por mim....,

 

              segundo o Jumento foi publicada a lista de 16 senhores que se sacrificaram por mim e por isso pediram em 2005 a atribuição de subvenção vitalícia mensal e na qual se incluem: Almeida Santos, do PS, Manuela Ferreira Leite, do PSD, Narana Coissoró, do CDS/PP, Carlos Encarnação, presidente da Câmara de Coimbra pelo PSD, e Isabel Castro, de Os Verdes. Em 2006 pediram a subvenção vitalícia mais dois ex-deputados: José Pacheco Pereira, do PSD, e Anacoreta Correia, do CDS/PP....,

 

                 as empresas municipais existem para dar emprego e nós, que somos uns manhosos, não sabemos reconhecer o esforço dos autarcas na erradicação do desemprego entre políticos familiares e amigos....,

 

                           reconhecendo as justas reivindicações da malta que carrega livros, a senhora ministra mandou fazer umas provas mais acessíveis ao único neurónio dos distintos alunos, dando assim um enorme contributo à elevação científica da futura cambada....,

 

                      o pensionista senhor Silva parece que está a banhos depois do árduo esforço na execução dos seus roteiros contra… contra ó qué que foi???

 

                             o senhor José está a preparar a nova época, é preciso refinar a oratória porque já há p’ra aí dois ou três gajos que lhe chamam mentiroso…,

 

              parece que lá p´ra Lisboa e edilidade anda a trocar licenças de construção por prédios, sem que se conheçam os futuros proprietários dos mesmos…,

 

                  o engenheiro do Benfica não acerta as contas e o Santana deixou de andar por aí. De resto, como se vê, não se passa nada que possa alarmar os veranistas...,

                 áh, já me esquecia, isto terá alguma coisa a ver?


publicado por AC às 17:06

link do post | comentar | ver comentários (8)
|

Quarta-feira, 26 de Julho de 2006

É chupar até ao tutano

Viva o liberalismo económico! As taxas de juro aumentaram pela sétima vez consecutiva. Os agiotas da banca rebolam-se em dinheiro. O BES aumentou os lucros no 1ª semestre deste ano, apenas 34,7%. Viva o socialismo Socrático!


publicado por AC às 01:25

link do post | comentar | ver comentários (9)
|

Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

A carteira ou a vida

“Jornal de Notícias de 11 de Maio de 2006”

 

“Numa decisão inédita o Supremo Tribunal de Justiça decidiu no passado dia 7 de Janeiro que as operadoras de telecomunicações móveis teriam de devolver aos clientes o IVA cobrado sobre as mensagens escritas enviadas para a mesma rede, dado que se consideram mensagens internas e não estão sujeitas a IVA. Contactadas a Optimus, Vodafone e TMN, todas se escusaram a fazer comentários, mas o JN apurou que o custo das mensagens escritas é em média de 10 cêntimos, o que quer dizer que desses 10 há 2 cêntimos que são de IVA indevidamente cobrado aos clientes e que nem chegou a entrar nos cofres do Estado.

 

Ora o STJ decidiu que teriam de ser devolvidos todos os valores nos últimos 5 anos, dado que as ilegalidades cometidas antes dessa data já prescreveram. O Jornal de Notícias apurou ainda perante a Autoridade Nacional de Telecomunicações (ANACOM) que cada cliente deverá receber em média cerca de 100 euros, a creditar no saldo do telefone ou a liquidar por meio de cheque enviado para casa do cliente.

 

A ANACOM referiu que é provável que as operadoras de telecomunicações móveis não tomem a iniciativa de devolver o dinheiro aos clientes, pelo que os lesados deverão reclamar perante as mesmas ou usar a linha de apoio criada pela ANACOM em laboração com o Instituto de Defesa do Consumidor, das 10 às 17h, telefone 213 242 430 // 93 311 8965 - 919 398 377 - 963 034 495”

 

Sem comentário!


publicado por AC às 23:43

link do post | comentar | ver comentários (3)
|

Segunda-feira, 17 de Julho de 2006

Dias miseráveis

Tenho marginalizado os dias miseráveis que vamos vivendo, passando ao lado das vis notícias que amarguram os nossos dias.

 

Eis senão, quando ligo a TV e dou de caras com um tal Rebelo de Sousa a atribuir notas à canalha, perdão - mas notas atribuem-se realmente à canalha -  aos governantes e deputados, pelo seu desempenho na discussão mensal na AR. Faz isto algum sentido, ou tem isto qualquer seriedade?

 

Fazia o personagem o elogio do PR e do PM, comentando a sua boa vizinhança, e perguntando mesmo se, nas próximas eleições, o senhor Sócrates não terá mais votos que o senhor Silva.

 

Por um momento, assumi as imagens e palavras como se de um reality show qualquer se tratasse. Na verdade, tinha-me desligado completamente desta gandulagem que enche os bolsos à custa de palavreado finório, sugando quem trabalha.

 

Há aqui qualquer coisa obscena e surrealista. Será defensável que uma minoria continue a chupar o sangue e a vida de uma imensa maioria, indefesa na sua brutal ignorância, fazendo a sua riqueza na miséria das massas anónimas que vegetam até ao fim?

 

Será aceitável que um povo eleja um governo socialista e que esse mesmo governo agrave dramaticamente as suas já difíceis condições de vida, como se de um governo de extrema-direita se tratasse? Será aceitável que as ideologias políticas em Portugal se resumam a tirar aos pobres? Será aceitável que os candidatos ao poder político, para arranjarem um assento à mesa do repasto dos dinheiros públicos, mintam da forma mais descarada e sem-vergonha?

 

Que foi de uma grande coragem a reforma (mais uma) da segurança social…, será que tudo o que este povo é obrigado a entregar ao estado nunca é suficiente para sustentar os luxos desta cambada? Não sobram umas migalhas que permitam a este povo acabar os seus dias com a segurança de uma malga de sopa à mesa?

 

Claro que o senhor Sousa, é somente mais uma sanguessuga do sistema, sendo a essência da sua actividade o moldar da opinião pública tornando assim viável e previsível a continuidade do próprio sistema. Deixar no ar a ideia de que o povo está satisfeito com o governo ou que o PM poderá vir a ter mais de 50% dos votos numa futura eleição é claramente, condicionar um povo que não pensa pela sua cabeça e que se deslumbra com a fatiota do magano.


publicado por AC às 14:31

link do post | comentar | ver comentários (7)
|

Terça-feira, 11 de Julho de 2006

As viagens do senhor Silva

O senhor Silva que vive em Belém, reformado do Banco de Portugal, da Universidade Nova, de 1º ministro, no activo desempenhando o inútil cargo de presidente da república enquanto não acumula mais a reforma proporcionada por este cargo, apostou em demonstrar que se pode ser muito pior presidente que o seu antecessor.

 

Apostou esta cambada que ocupou as cadeiras do dinheiro e do poder, que se pode tratar os portugueses como gente de menoridade intelectual no seio da qual é possível praticar impunemente todos os crimes, enquanto se distrai o pagode.

 

Agora que a distracção futeboleira foi de férias, enquanto paulatinamente o governo vai prejudicando a generalidade dos cidadãos, o senhor Silva agendou uns roteiros inconsequentes aos quais ninguém de bom senso poderá atribuir qualquer interesse ou seriedade.

 

É portanto necessário arregimentar a populaça. Assim, o autarca de Marco de Canaveses, fez publicar nos jornais de hoje, a notável peça que de seguida transcrevo:

 

PRESIDENTE DA REPUBLICA PROF. ANÍBAL CAVACO SILVA EM MARCO DE CANAVESES QUARTA FEIRA, 12 DE JULHO DE 2006

 

CONVITE À POPULAÇÃO

 

O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Dr. Manuel Moreira, convida a população para participar na visita de Sua Excelência o Presidente da República, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva, à cidade do Marco de Canaveses, integrado no Roteiro para a Inclusão – 2ª jornada, sobre Crianças em Risco e Violência Doméstica, a ter lugar no próximo dia 12 de Julho, com o seguinte programa:

 

18.00h – Recepção a Sua Excelência o Presidente da República, na Av. Gago Coutinho, junto à Igreja de Stª Maria de Fornos – Marco de Canaveses.

 

18.15h – Homenagem às vítimas da Violência Doméstica, promovida pela Câmara Municipal do Marco de Canaveses, com a apresentação a Sua Excelência o Presidente da República das Telas pintadas durante a tarde por artista plásticos do Marco de Canaveses, Porto e Vila Nova de Gaia.

 

Testemunha Silenciosa com a colaboração de silhuetas que representam as 29 mulheres e 3 crianças que faleceram no ano de 2005, vítimas de Violência Doméstica.

 

19.00h – Missa em homenagem às vitimas da violência Doméstica, na Igreja de Stª Maria-Marco de Canaveses, presidida por Sua Excelência Reverendissíma o Bispo do Porto, D. Armindo Lopes Coelho.

……….

 

Este texto é uma verdadeira obra da literatura lusa. Não o tivesse cortado do jornal, acreditaria que saíra de uma obra Queiroziana.

 

O acto em si, é de uma total inutilidade, inconsequência e demagogia. Serve para o povo ver as três excelências; a da câmara, a da presidência e a da igreja. E acredito que lá vá muita gente babar-se por um gesto do gajo da câmara ou um perdigoto da excelência de Belém.

 

Seria muito mais útil que se revisse o código penal e se punissem verdadeiramente os indivíduos que exercem violência sobre os outros, homens e mulheres, porque não existem apenas homens violentos e se criassem estruturas educativas, morais e comportamentais que visassem a erradicação destas situações.

 

Mas, vivemos num país de excelências.


publicado por AC às 18:48

link do post | comentar | ver comentários (12)
|

Segunda-feira, 3 de Julho de 2006

Novas medidas governamentais

Recebido por e-mail:

Encerramento de morgues obrigam portugueses a ir morrer a Badajoz "Vão morrer Longe" é o nome de uma nova medida anunciada pelo Governo. Depois do encerramento das maternidades, o Ministério da Saúde prepara-se para mandar fechar as morgues onde não entre um mínimo de 1500 mortos por ano. É o caso da morgue do Hospital de Santo Tirso onde, de acordo com o ministro Correia de Campos, "o número de mortos é ridículo!". A população está naturalmente preocupada e as reacções não se fizeram esperar. "É uma vergonha!", confidenciou ao IP Américo Jacinto, de 82 anos, "tenho de ir morrer a mais de 60 quilómetros daqui! Agora diga-me se isto dá jeito a alguém".

 

Concentrados esta manhã à porta da morgue, os populares garantiram que vão fazer tudo para aumentar o número de mortes na cidade. "Nem que tenha de me matar! A mim e à minha família toda! Ouviram?! Eu mato-me já aqui!", ameaçou uma senhora, antes de se regar com gasolina.


publicado por AC às 13:10

link do post | comentar | ver comentários (11)
|

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

.Referer.org


referer referrer referers referrers http_referer
blogs SAPO