Quinta-feira, 27 de Outubro de 2005

Tectos para as pensões de reforma

Ouvi no telejornal de uma emissora televisiva, uma sumidade (mais uma) um tal Metelo, economista da nossa praça, defender que; a Segurança Social (SS) não poderá continuar a pagar pensões nas condições actuais e que concorda inteiramente com um tecto das ditas pensões ao nível do vencimento do Presidente da Republica. Ora este discurso não tem nada de novo. Antes pelo contrário, é algo que todos os dias escutamos quer por parte da classe parasita, digo política, quer destes iluminados. Vamos lá ver se nos entendemos. A SS Social não dá nada a ninguém. A SS, devolve parte do capital que todos nós, os que trabalhámos e descontámos, lá fomos investindo, aumentado da respectiva capitalização, confiantes de que seria um bom investimento já que tem a tutela do estado, devolvendo no final da carreira contributiva um montante calculado nos valores acumulados por cada contribuinte. Acresce ainda que este sistema é obrigatório e que o cidadão não pode deixar de fazer estas contribuições, mesmo que nada reclame ou venha a reclamar do estado. Explique-me a tal sumidade, qual o sentido do tecto para as pensões, se o estado recebe integralmente sobre o valor salarial, seja ele 10, ou 10.000. Ou seja, se um indivíduo tem uma pensão de reforma de 20.000 € e esta reflecte a carreira contributiva do mesmo cidadão, porque carga de água não poderá este, receber aquilo que legalmente é seu? Compreenderia o tecto salarial se o estado impusesse igualmente um tecto para os descontos, ou seja, acima do salário de PR, não se recebem contribuições nem se pagam pensões de reforma. Tudo isto acontece porque o estado não liberaliza esta questão. E ela é bem simples. Quem quer descontar para a SS, desconta, quem não quer que seja obrigado, por força de lei, a subscrever planos de segurança pessoais. O que acontece, é que a SS paga pensões a toda a gente, quer tenham sido ou não contribuinte do sistema e assim, não há dinheiro que chegue. A isto, receber o dinheiro dos outros e ficar com ele, chama-se roubo. Banditismo puro.

publicado por AC às 00:25

link do post | comentar
|

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

.Referer.org


referer referrer referers referrers http_referer
blogs SAPO