Terça-feira, 2 de Maio de 2006

A revolta dos ricos

Sérgio de Andrade,  no JN:
 
Não há dúvidas de que este Governo anda a esforçar-se por conseguir o dinheiro de que precisa e de que não vai, apenas, buscá-lo à fonte habitual, isto é, aos chamados remediados. Assim, vem pressionando os grandes devedores e não hesita em ir-lhes às contas bancárias e aos imóveis, além de que ameaça de que dará a conhecer, na praça pública, os nomes dos relapsos e avisa de que quem tem carros de luxo e não paga o que deve bem pode ir pensando em viajar de autocarro.
 
Porém, estas medidas radicais ainda não chegam - além de que há que levar em linha de conta o facto de um pequeno sector da população já andar a gritar "Estamos fartos de sermos nós, os ricos, a pagar a crise! Então e os outros?".
 
E foi assim que, algures no seio do Governo, um qualquer iluminado se lembrou de nada menos de 800 mil cidadãos de que ninguém se lembrara ainda. Ou seja, os reformados que ganham qualquer coisa como 153 contos por mês, o que, como sabemos, é uma quantia a que nenhum fisco pode fechar os olhos.
 
Para chamar esses 8% de portugueses à honrosa tarefa de auxiliar a baixar o défice nacional, o Governo fez uma coisa chamada redução da dedução específica, que suponho ser o valor mínimo de que um português precisa para não morrer de fome, não se transformar num sem-abrigo ou desistir de ir à farmácia. Estou a falar de 150 contos, que, como sabemos, é uma quantia assaz generosa, nos tempos que correm. A partir daí, os reformados passam a pagar IRS, porque, bem vistas as coisas, mais 15 contos/mês já era dinheiro para gastar mal gasto.
 
Assim, o Governo pensa encaixar mais 26 milhões em 2006. E aqui o que está em jogo não é a quantia em si; é a justiça que finalmente se fez aos pobres dos ricos que andavam a ser tão perseguidos pelo Fisco.
 
A partir de agora, e graças a um Governo socialista que sabe gerir bem as suas preocupações de justiça social, os reformados, esses autênticos nababos que auferem mais de 150 contos/mês, vão passar a sentir como elas doem. É, autenticamente, a vitória da revolta dos ricos!

publicado por AC às 21:39

link do post | comentar
|

2 comentários:
De Biranta a 2 de Maio de 2006 às 21:49
A vitória dos ricos (e dos gangsters onde se incluem os políticos) sempre esteve garantida... Veja-se a lista de com alguns dos reformados milionários, publicada no meu blog (e em muitos outros) e o valor absurdo das pensões que lhes continuam a ser atribuída. Juntando o fim das acumulações de pensões com vencimentos (dos políticos e seus compadres) e mais alguns "trocos" serria possível poupar uma verba equivalente a cerca de 20% da despesa corrente....


De FERREIRA a 2 de Maio de 2006 às 21:55
AQUI ESTÁ O MEU CASO:
1º - DESCONTEI PARA A S.S. ( 42 ANOS )
2º - FUI QUASE OBRIGADO A REFORMAR-ME
AOS 56 ANOS.
3º - E FUI REFORMADO POR APENAS ( 28 ANOS )

QUE TAL ???

AGORA QUEREM ROUBAR-ME UMA CASA, QUE TENHO ALUGADA AO IGAPHE, COM CONTRATO DE ARRENDAMENTO VALIDO, RENDAS EM DIA, E QUE ME FIZERAM UM CONTRATO DE PROMESSA COMPRA E VENDA E ANULARAM-NO.

QUE TAL ????

É O SOCIALISMO Á PORTUGUESA EM ACÇÃO

"SEM PALAVRAS"
http://latf.blogs.sapo.pt


Comentar post

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

.Referer.org


referer referrer referers referrers http_referer
blogs SAPO