Terça-feira, 2 de Maio de 2006

Disse..., reformas?

Ora, segundo o ministro Vieira, em entrevista ao Diário Económico com as novas regras para a aposentação, “os novos trabalhadores só se reformam aos 66 anos e oito meses”.
 
Presumo que “novos trabalhadores” serão os que agora começam a contribuir para a S. Social, pelo que o senhor estará a falar de pensões de reforma a longo prazo, 40 a 45 anos. Lá para o ano 2050.
 
Como se, a precariedade do trabalho não seja uma realidade crescente, um meio para as empresas limitarem ou, evitarem mesmo, qualquer vínculo duradouro com os empregados. Ou seja, descontinuidade do trabalho e, por conseguinte, a mesma descontinuidade nas contribuições para o sistema.
 
Como se, as empresas se venham a transformar em gigantescos lares de idosos, com forças de trabalho constituídas por equipas de velhos com 65 anos de idade. Isto quando, actualmente, as empresas já se estão a livrar dos trabalhadores com mais de 50 anos, criando-lhes situações insustentáveis que acabam invariavelmente num acordo manhoso para estes saírem.
 
Ou seja, como se o mundo do trabalho viesse a permanecer imutável e a SS pudesse continuar a arrecadar 35% sobres os salários.
 
O que os senhores Vieira e Sócrates estão a fazer, em vez de assumirem claramente que não vai haver pensões de reforma para o povo em geral e assim poderem continuar a extorquir 35% a trabalhadores e empregadores, é criarem artifícios de entretenimento até que a natural evolução social se encarregue de resolver a questão.
 
Seria bem mais sério dizer aos novos trabalhadores que nada têm a contribuir para a SS e que nada poderão pedir ao estado. Ficariam estes mais bem entregues a si mesmo do que a este estado.

publicado por AC às 23:40

link do post | comentar
|

5 comentários:
De luikki a 3 de Maio de 2006 às 16:22
a canalha que (se) governa quer, sómente, privatizar a segurança social.....
para isso vai levantando poeira e manipulando os números de forma a criar a sensação da inevitabilidade dessa medida!
essa canalha só não explica como é que o dinheiro entregue aos privados vai ser rentável e permitir aguentar o sistema....
a banca e as seuradoras (uma e a mesma trampa) agradecem!


De PBR a 4 de Maio de 2006 às 00:46
Já me começo a acostumar ao brilhantismo dos seus posts!!!! ainda para mais quando põe de facto o dedo na ferida!!!!Gosto da ideia final, de ficarmos entregues a nós mesmos!!!! Acabava-se o problema da SS (lembra o partido nazi não lembra?!?!?), de qualquer das formas há cada vez mais portugueses a contar com os seus seguros de saude(limitados por causa do estado!!!) e PPR's, sem deixar de largar o tal dízimo que paga tudo menos as suas reformas!!!
Sejam Honestos Sr.s políticos!!! sejam honestos em relação à SS, ao IVA, ao IMT, ao IA, ao IC, ao IT... Para onde vão os €'s????


De Francis a 5 de Maio de 2006 às 17:16
Epá, eu acho que a idade da reforma deveria ser aos 90!!! ... e já agora, para quê o Estado pagar pensões sociais???
Acabe-se com isto!!!


De Fernando a 5 de Maio de 2006 às 21:37
Caro companheiro, o assunto que me trás aqui n tem nada a ver com o post, mas abusando do espaço deixo aqui, por inteiro, um post que escrevi e que me tem revoltado pelo silêncio. Deixo à consideração a minha proposta. E gostaria que, se concordasse, fizesse um post sobre este caso ou desse maior divulgação a este. Cumprimentos.

Obviamente demitia-os!

Volto a insistir.

Não podemos ficar quietos, calados e deixar esquecer, o que se passou na sessão da Assembleia da República na sessão antes da Páscoa.

Como foi tornado público e não foi desmentido, houve uma fraude, de vinte e oito deputados, que assinaram o registo de presenças e não compareceram, em nenhum momento da sessão.

Isto significa que no dia anterior, assinaram a presença do dia seguinte. Estamos perante uma ilegalidade; a assinatura antecipada do livro de registo de presenças.

Mas, tudo indica que ao registarem uma presença antecipada, não o fizeram inocentemente, mas sim, com a intenção de ludibriar e manter os benefícios, de uma ausência prevista.

A ser verdade e não diviso outra explicação quanto a outro motivo, os deputados em causa, pretenderam enganar o Estado e receber todos os benefícios constituídos, através da mentira e da fraude, de uma presença/ausência.

À luz dos princípios da honestidade, da rectidão e confiança, que são devidos aos cidadãos e eleitores, não podemos aceitar esta tentativa de apropriação fraudulenta de benefícios que lhes é garantida, no exercício pleno das suas funções.

Este acto não pode desculpabilizar a debandada de outros deputados, mas não pode esconder a gravidade desta atitude, só pode merecer o mais profundo repúdio e nojo.

Em nome dos altos valores da democracia os deputados em causa, deveriam ser demitidos dos seus partidos e se tivessem vergonha, deveriam solicitar a recusa do lugar de deputado.

Deixo aqui um apelo a toda a blogosfera: não deixem cair esta aldrabice, denunciem-na, façam-na circular, estabeleçam uma corrente de denúncia por todo o sítio. Exigimos acções e saber a lista dos nomes dos deputados que assinaram a presença e não puseram lá os pés.

"Entre os que faltaram à votação (79) - assinaram o livro de presença, mas não estiveram no hemiciclo até ao final da sessão - ou os que nem passaram pelo Parlamento (28) e aqueles que estiveram em Missão ao Estrangeiro (13), os serviços da Assembleia registaram a ausência de 120 parlamentares, menos dos que os 116 necessários para que possa existir deliberação. "(PD)


De touaqui a 8 de Maio de 2006 às 23:16
meu amigo a pouca vergonha continua e háde continuar e estar a pedir para se saber quais as consequências das acções dos mesmo é a mesma coisa que pedir á chuva para não molhar os tolos , ela quando cai cai mesmo e molha , seja tolos ou seja sãos , tolos somos nós que sabemos ler e tomamos conhecimento de vários factores da pouca vergonha existente neste País , não venham dizer que fariamos o mesmo se estivessemos na posiçao dos mesmos , podem contar com o meu voto em branco na´próxima rodada ,quem não se sente não é filho de boa gente.


Comentar post

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

.Referer.org


referer referrer referers referrers http_referer
blogs SAPO