Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2006

Merdas

A idade ensinou-me que, de forma geral, as coisas são simples. Quando me querem convencer do contrário ou me falam com discursos elaborados, compostos de palavras enigmáticas, concluo que: ou o indivíduo não tem qualquer ideia sobre o que está a dizer, ou me pretende enganar.


Vem isto a propósito de alguns comentários deixados ocasionalmente por visitantes anónimos ou, referências a este blog, vistas noutros blogs. Conclui-se pelos diferentes teores que é gente que não se revê na classe dos que trabalham e pagam os impostos de que é composto o orçamento do estado.


Extraterrestres convencidos de que a sociedade se compõe de dois grupos; um maioritário que trabalha e paga, habitualmente designado por pagantes e, um segundo pequeno grupo de gurus iluminados, convictos que, por serem iluminados, devem ser pagos pelos primeiros, ou seja, devem viver à conta do OGE.


Digo isto porque quem já viveu os anos que eu vivi, compreendeu certamente que quem é sério e passa uma vida inteira a trabalhar nunca consegue sair da cepa torta. Por muito que se esforce, o raio do dinheiro é sempre macho e nunca chega ao fim do mês. Os gurus iluminados diriam certamente que esta gente tem apenas o que merece, que não progride na vida mas apenas se pode culpar a si própria. É a sua condição, trabalhar e pagar. Nem sequer lhes poderá ser reconhecido o direito de se indignarem ou reclamarem da forma como é gasto o seu dinheiro.


Afinal de contas existem tantas formas de ganhar muito dinheiro rápida e facilmente. Por exemplo: Ser profissional liberal; receber muitos milhares por mês em consultas, pareceres, projectos, (sem recibo) etc., e declarar quantias ínfimas ao fisco. Há dias vi uma notícia sobre um destes iluminados; os gastos com o colégio dos filhos eram duas vezes superior aos seus rendimentos.


Ou constituir uma porcaria de uma empresa qualquer, receber apoios e incentivos, meter nas despesas da empresa todos os gastos pessoais e familiares, não pagar impostos porque não tem lucros e, ainda usar em proveito próprio os descontos cativados à escória.


Mas isto ainda dá algum trabalho. Melhor, só mesmo o tráfico de influências, as malas de dinheiro a troco de licenciamentos vários, os empregos públicos que proporcionam reformas chorudas ao fim de 5 anos, os favores entre gente de bem e, por aí fora.


Depois ainda temos a alta finança, as privatizações que nós pagamos e que são entregues de mão beijada aos do costume mas, isso já é gente que ganha por dia o que um trabalhador não ganha numa vida e nem vem ao caso porque esses não frequentam blogs. Os blogs são apenas para a cáfila pagante reclamar e os intelectos superiores terem aqui a sua masturbaçãozita intelectual.




publicado por AC às 00:18

link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

blogs SAPO