Terça-feira, 17 de Janeiro de 2006

O que pensa o governo sobre o povo

Portugal tem cerca de 500.000 desempregados.


O governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal mantém 2 milhões de cidadãos na miséria.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Mais 300.000 Portugueses passariam fome não fora as ajudas do banco alimentar.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Apenas 2.154 contribuintes declaram rendimentos anuais acima de 50.000 contos. Há 3 anos eram 24.654.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


As forças de segurança não têm meios de combate ao crime.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal é o país mais pobre da Europa dos 15.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem os salários mais baixos da Europa dos 15.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem dos preços mais caros da Europa dos 15.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


As empresas estão a abandonar o país aumentando o desemprego.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Idade de reforma passou para os 65 anos.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Está a ser ponderada a redução das pensões de reforma.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


As comparticipações na compra de medicamentos foram reduzidas.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Está orçamentado no PEC o aumento dos impostos.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Nos últimos 6 anos os salários cresceram abaixo da inflação.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem uma das maiores cargas fiscais na Europa.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


A justiça não funciona.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


O país está endividado. Cada cidadão deve 2 mil contos ao estrangeiro.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem desde há muito uma prática despesista e de obras de fachada.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem uma máquina burocrática pesadíssima.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.


Portugal tem milhares de funcionários públicos excedentes.


E o governo vai admitir mais 1.000 funcionários para o fisco.

Ou seja, o governo tem uma única preocupação relativamente ao cidadão: garantir que recebe os impostos que decreta. Se o povo trabalha ou não, se tem dinheiro para comer, se tem alguma segurança financeira, se tem um tecto para viver, não lhe interessa, inclusivé, se ainda lhe resta dinheiro para pagar mais impostos, pouco importa. Penhore-se a enxerga ao devedor. Por isso e para tal, vamos lá a reforçar a equipa colectora. E que não se fique por meia dúzia de novos funcionários. Logo mil para ver se ninguém escapa. O dinheiro tem que entrar, porque as sanguessugas são muitas.





publicado por AC às 20:23

link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Enfim os combustíveis

. O Homem do Leme

. É desta!

. Há sempre uma forma de ch...

. Deve ser da Latitude....

. Sacudindo a água do capot...

. Ingenuidade dos cidadãos

. CSI

. Surpresa ????

. Segurança no trabalho...e...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.links

.ico

blogs SAPO